HOME INFINI Alice Linck
HOME
HOME

Histórico Palmeirinha Rally


O advogado Paulo Nobre, 42 anos, participou pela primeira vez de uma prova de rali em 1999. Ele e o amigo Cláudio Vallone disputaram as duas últimas etapas do Mitsubishi Motorsport na categoria Turismo da modalidade  regularidade, destinada a iniciantes, e obtiveram excelentes resultados. Animados, os dois formaram no ano seguinte a equipe “Palmeirinha Off-Road”, que disputou todo o campeonato da montadora japonesa.

 A estréia de Paulo Nobre em provas de velocidade ocorreu em 2001, quando, além de disputar todas as etapas do Mitsubishi Motorsports Sudeste e Nordeste, correu a 9ª edição do Rally Internacional dos Sertões, a principal prova off-road do Brasil. A borde de uma Mitsubishi L200 R, a dupla formada com o navegador Dico Teixeira conquistou o 4º lugar entre os novatos, 12º entre mais de 40 participantes da categoria Diesel e o 18º lugar na classificação geral da prova entre 86 carros.

Em 2002 a equipe ganhou notoriedade e se transformou em um time de ponta sagrando-se vice-campeã do Mitsubishi Cup na categoria L200 Light e do Campeonato Paranaense de Velocidade. Com uma Mitsubishi L200 Evolution 3.2 turbo diesel, conquistou o 5º lugar no Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country na categoria Super Production Diesel. Ainda neste ano, Nobre disputou pela segunda vez consecutiva o Rally Internacional dos Sertões e terminou a prova em 6º lugar na Super Production Diesel e 11º na classificação geral. 

A estréia de Nobre no Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade ocorreu em 2003, ao lado do navegador Marco Aurélio de Carvalho. Nobre disputou, paralelamente, a Copa Peugeot e o certame Brasileiro, na categoria A6. Além do Velocidade, Nobre também esteve presente no campeonato Brasileiro de Cross Country e no Mitsubishi Cup, neste último, também ao lado de Carvalho. A dupla Nobre/Carvalho tornou-se campeã do Mitsubishi Cup, na categoria TR4 R. No Brasileiro de Cross Country, Nobre/Teixeira ficou com a 4ª colocação na categoria Super Production Diesel, sendo vice campeões do  Rally Terra Brasil.

Em 2004, a equipe passou a se chamar “Palmeirinha Rally” e, mais uma vez, o piloto disputou todas as provas do Campeonato Brasileiro de Cross Country - incluindo o Rally Internacional dos Sertões-, do Mitsubishi Cup e do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, desta vez, ao lado da navegadora Patrícia Romanatti. No Mitsubishi Cup, Nobre ficou com o vice campeonato na TR4 R. Outro vice campeonato veio no Campeonato Brasileiro de Rali de Velocidade, pela categoria N2, com cinco vitórias em sete etapas realizadas e apenas um ponto a menos que a dupla campeã. Já no Cross Country, a equipe terminou o certame brasileiro na 5ª colocação na categoria Super Production Diesel.

A equipe Palmeirinha Rally fez sua estréia em competições fora do Brasil, em 2005. Paulo Nobre e Patrícia Romanatti conquistaram o título do Campeonato Sulamericano de Rally de Velocidade. Na Mitsubishi Cup, Nobre ficou com o 5º lugar na L200 RS Master em seu ano de estréia na categoria.  No Cross Country, a equipe ficou na 3ª posição na Super Production Diesel e na 6ª posição na categoria N2 do Brasileiro de Velocidade, além de estrear com um 2º lugar na categoria N4 na última etapa do campeonato. 

Em 2006, o piloto Paulo Nobre, o “Palmeirinha” fez sua estréia na maior competição off-road do mundo, o Rally Lisboa -Dakar, mas um problema mecânico tirou Nobre e o navegador Dico Teixeira ainda no 4ª dia de competição. Neste ano, Palmeirinha correu a Copa do Mundo de Rally Cross Country e durante a temporada foi contratado para ser piloto da equipe oficial BMW, a New Dimention X-Raid e inicia, desta forma, uma nova fase na história da Palmeirinha Rally. Conseguiu logo na 1ª participação com uma BMW X5CC um excelente 5º lugar na prova de Marrocos e posteriormente foi vice-campeão da prova do Egito, encerrando o campeonato num fantástico 3º lugar. Participou do Rally Internacional dos Sertões com a X-Raid e venceu 4 das 10 especiais. Mas problemas mecânicos tiraram a chance de vencer essa prova. Paralelo as provas de Cross Country, a equipe corre o campeonato Brasileiro e Sulamericano de Rally de Velocidade, este ano na categoria N4 e A8 (carros 4x4 gasolina turbinados ate 2.0) com um Mitsubishi Lancer Evolution contando com o experiente navegador Edu Paula.

No ano de 2007, Nobre voltou ao Dakar, tendo como navegador o português Filipe Palmeiro e, depois de disputar a primeira etapa do Mundial de Rally Cross Country, acabou se desentendendo com a equipe BMW e deixou as provas de rali por dois anos.

Em 2009, Nobre voltou às trilhas ao lado do navegador Edu Paula. Juntos, disputaram os campeonatos Sulamericano, Brasileiro e Gaúcho de Rally de Velocidade com o intuito de desenferrujar. A dupla terminou o ano como campeã gaúcha e fez a sua estreia no na principal categoria do rali de velocidade, o campeonato mundial. Nobre e Edu disputaram o Rally da Grã Bretanha pela P-WRC (Campeonato Mundial de Produção), a bordo de um Mitsubishi Lancer Evo X preparado pela equipe BRR Red Bull.

Dando continuidade ao projeto iniciado no ano anterior, em 2010, Nobre/Edu foi a primeira dupla brasileira a disputar uma temporada completa do WRC, na categoria P-WRC, ecerrando a temporada na 15ª posição. Paralelo a isso, eles também disputaram o Campeonato Sulamericano de Rally, no qual obtiveram sua primeira vitória na classificação geral d e uma prova. A conquista ocorreu no Chile, penúltima etapa do certame.

2010 também marcou o retorno do piloto ao Rally Internacional dos Sertões, o qual não disputava desde 2008. Ao lado do navegador Luiz Palú, Palmeirinha conquistou a 3ª colocação na classificação geral da prova a bordo de uma BMW X3, da equipe New Dimension X-Raid, além da vitória na categoria T1 FIA.


© 2010 Palmeirinha Rally - Todos os direitos reservados
w w w . p a l m e i r i n h a . com . br
INFINI